Conheça o Aedes aegypti e o Aedes albopictus

Duas das espécies perigosas

Quando pensamos em Dengue, Febre Amarela, Zika e Chkungunya sempre nos lembramos do nome Aedes aegypti. Embora seja esta a espécie mais conhecida do gênero Aedes, outra espécie de mosquito também é capaz de transmitir estas doenças: o Aedes albopictus. Lembramos que o gênero Aedes possui centenas de outras espécies. Entretanto, apenas estas duas são consideradas competentes para a transmissão de doenças.

As duas espécies são bastante parecidas. A olho nu (ou com uso de uma lupa simples) se diferenciam pelo desenho nas costas de cada um dos mosquitos. O Aedes aegypti tem listas brancas no dorso que se assemelham a uma lira, enquanto o Aedes albopictus possui um risco longitudinal no local.

Aedes aegyptu

Aedes aegypti. Esta espécie possui um desenho de “lira” no dorso.

Aedes albopictus

Aedes albopictus. Observe a marca longitudinal no dorso.

Estas espécies possuem hábitos um pouco diferentes. O Aedes aegypti vive principalmente o interior das residências e dos imóveis, próximo ao ser humano. Já o Aedes albopictus vive em ambientes com vegetação, tais como praças, parques e matas. Esta diferença de comportamento justifica, em parte, a maior “má-fama” do Aedes aegypti. Justamente pelo fato de que ele “prefere” permanecer próximo aos seres humanos, é responsável pela maior parte dos casos de transmissão das doenças que já mencionamos. Entretanto, é sabido que o Aedes albopictus também é competente para realizar a transmissão das mencionadas doenças, sendo assim, de suma importância do monitoramento de ambas as espécies.

 

A Communitor trabalha com o monitoramento do mosquito Aedes aegypti por meio de algorítimos computacional e georreferenciamento. Clique aqui para saber mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *